NATAL DAS MULHERES

December 20, 2015

 

Após realizar o “Natal do Amor”, em 2013, e o “Natal da Dança”, em 2014, aOrquestra Sinfônica da Bahia (OSBA) realiza este ano o “Natal das Mulheres”, no seu já tradicional Concerto de encerramento de mais uma temporada. A apresentação acontece no dia 20 de dezembro, domingo, às 17h, na Sala Principal do Teatro Castro Alves. Sob a regência do maestro Carlos Prazeres, atual curador artístico da OSBA, o evento contará com três jovens destaques femininos como solistas: a cantora Luisa Suarez (soprano), Priscila Plata Rato (violino), atual spalla da Sinfônica da Bahia, e ainda Mariana Tudor Ulianovschi (harpa). Os ingressos para o concerto custam R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia).   

O “Natal das Mulheres” é um concerto realizado pela OSBA em conjunto com aEscola de Música da Universidade Federal da Bahia (EMUS/UFBA). No projeto, as duas instituições se unem para convidar o público a fazer uma viagem pelo universo feminino, destacando sua força e suas sutilezas. Estarão presentes e serão homenageadas na apresentação duas grandes personalidades da Bahia: a yalorixáMãe Stella de Oxossi, a quem será dedicada a obra “Dança da Rainha N’Ginga”, do compositor paulista Francisco Mignone (1896-1986); e a coreógrafa Lia Robattoserá homenageada com a “Valsa das Flores”, do Balé “O Quebra-Nozes”, do autor russo Piotr Ilytch Tchaikovsky (1840-1893).

Completam este programa especial as seguintes obras: do inglês J. F. Wade (1711-1786), “Adeste Fideles”; do francês Georges Bizet (1838-1875), “Abertura” e “Habanera”, ambas da ópera “Carmen”; do francês J. Massenet (1842-1912), “Thaïs - Meditação” (solo de violino e de harpa); do também francês C. Gounod (1818-1893), “Je Veux Vivre”, da ópera “Romeu e Julieta”do italiano Giacomo Puccini(1858-1924), “Oh! Mio Babbino Caro”, da ópera “Giani Schicchi”; do estadunidense I. Berlin (1888-1989), “White Christmas”; da compositora alemã Fanny Mendelssohn(1805-1847), a canção “Schwanenlied”, acompanhada da declamação de uma poesia de Cecília Meireles (1901-1964); de Bach/Gounod, “Ave Maria”; do alemãoG. F. Händel (1685-1759), “Sinfonia” e “V’Adoro Pupille” (Ária de Cleópatra), ambas da ópera “Júlio César no Egito”, e também “Música para os Fogos de Artifícios Reais”; do francês M. Ravel, a obra “Mamãe Ganso”; e do austríaco Johann Strauss(1825-1899), com “Radetzky March”. O programa irá destacar ainda a peça “Forró”, de autoria da jovem compositora baiana Ananda Lima.

Luisa Suarez (soprano) – Da nova geração de cantores líricos brasileiros, a soprano estreou na ópera no papel da Estátua na ópera Pygmalion de Rameau, no CCBB (RJ), sob a direção musical de Marcelo Fagerlande e direção cênica de Marcia Milhazes. Foi solista dos espetáculos Amor e Humor na Música, no Teatro João Caetano, e Anjos de Natal, no Teatro Finep. Também cantou em concertos com o Coro Sinfônico do Rio de Janeiro e o coro de câmara Caliope no Theatro Municipal do Rio de Janeiro, sob a regência de Isaac Karabtchevsky e de Julio Moretzsohn. Participou das master classes do Maestro Fabio Centanni da Accademia di Santa Cecilia de Roma (2012 e 2013) e graduou-se, com distinção, no Bacharelado em Artes Dramáticas pela Universidade de Toronto, no Canadá

(http://www.tca.ba.gov.br/content/natal-das-mulheres

Please reload

Featured Posts

Premio Caymmi de Música

April 30, 2015

1/10
Please reload

Recent Posts

November 3, 2016

August 27, 2016

May 8, 2016

May 5, 2016

April 14, 2016

Please reload

Archive